LOJA MAÇONICA COMPROMISSO DE UNIÃO REALIZA PALESTRA :

AMAZÔNIA SOBERANIA NACIONAL

 

 

         A proposta de mobilização da Maçonaria visa questionar os problemas referentes à Amazônia, assim os debates em loja poderão trazer subsídios para uma postura bastante crítica da maçonaria perante a real situação da região.

         A palestra com o tema Amazônia Soberania Nacional visa levar as pessoas um pouco de conhecimento sobre a região. Iniciamos destacando a sua localização estabelecendo a diferença entre Amazonas (estado ou rio) e Amazônia, mostrando os seus limites no Brasil e na América do Sul onde abrange mais de 7 milhões de km² e as suas características naturais que envolve o clima, a vegetação e a hidrografia. Num segundo momento destacamos as riquezas naturais que existem na região, desde os recursos hídricos, diversidade biológica e minerais existentes em grande abundância na Amazônia, com ênfase para o complexo mineral da Serra dos Carajás.

          Precisamos tomar conta da real situação existente na Amazônia, onde hoje atuam mais de 3000 organizações não governamentais com os objetivos mais diversos. Somado a isso as opiniões de importantes políticos no mundo todo convergem a discussão para a idéia equivocada que não somos capazes de administrá-la sozinhos. A maçonaria não pode se furtar ao debate em sua constante busca pela luz.

          A Amazônia é nossa! Mas devemos administrá-la de tal maneira que não percamos a sua legitimidade abrindo espaços para intervenções externas. A Amazônia envolve não só os povos que a habitam, os primeiros interessados na sua exploração e preservação, mas também os brasileiros residentes na região nordeste e no centro sul. Também os habitantes do planeta terra seriam prejudicados com uma possível devastação desmesurada de sua natureza.

         A grande questão que envolve a Amazônia é a necessidade de se utilizar as suas riquezas para o desenvolvimento da população local, principalmente os índios. A demarcação de reservas indígenas não soluciona os seus problemas, pois falta para esses grupos uma coisa muito importante: saber usar a terra num mundo globalizado e extremamente consumista. A capacitação tecnológica deve atingir todos os cidadãos indistintamente, principalmente os excluídos. A população indígena, na concepção de um representante local não está capacitada intelectualmente para cuidar de toda a Amazônia.

         Atualmente mais de 220 mil ONG’s atuam no Brasil e muitas delas estão ocupando os espaços deixados pela sociedade brasileira. Visando evitar conseqüências mais graves a maçonaria estabelece uma quarta bandeira para essa importante instituição, as primeiras bandeiras foram respectivamente: a Independência do Brasil, a Abolição da Escravatura e a Proclamação da República. Portanto a quarta grande bandeira do movimento maçônico seria a defesa da Amazônia, com o slogan “Amazônia, soberania nacional.”

         Para a concretização desse ideal, haverá a necessidade de um engajamento de todas as lojas maçônicas do país que de acordo com um planejamento do Grão Mestrado, no sentido de politizar os seus membros e pressionar as autoridades políticas a agirem em defesa da Amazônia. Para preservar a Amazônia Verde se faz necessário o desenvolvimento de uma Amazônia Cinzenta representada pela massa cefálica que existe em cada um de nós. Fazer essa massa cinzenta criar alternativas e soluções para essa região é competência de cada um dos cidadãos brasileiros que se sentem ludibriados pelos interesses do capitalismo internacional.

         Brasil sem Amazônia, improvável, impossível!

 

 

Dentro desta linha de pensamento e procurando desenvolver um trabalho em defesa da Amazônia, a Loja Maçônica Compromisso de União, de Brodowski-SP, atualmente dirigida por Antonio Carlos Cadamuro Virginio, realizou no ultimo dia 27 de novembro,3a. feira, em seu templo, esta importante palestra feita pelo Prof. Ademir Aquino, membro da Loja Maçônica Pureza, Luz e Verdade,  de Ribeirão Preto.

Estiveram presentes quase todos os segmentos da sociedade brodowskiana, onde destacamos Antonio José Fabbri, Prefeito Municipal, Antonio Olimpio Dias, Presidente do Lions Clube, Gilmar Berlese (vereador), Carlos Cezar Cola, Venerável da Loja Maçônica Luz de Brodowski, José Roberto Puga, Presidente da Associação Ecológica Vida Verde, Eder Grandi Furlan, Presidente da Associação Amigos do Museu Portinari, Roberto Morando, Presidente do Contur, Jesus Sciarretta, Presidente do Lar da Fraternidade, Franciso Morales, da Velha Guarda, Luiz Antonio Leite, Presidente do C.A.Bandeirante, representantes do Rotary Clube, das Escolas locais, e dezenas de convidados.

A palestra alcançou plenamente os seus objetivos e o Prof. Aquino, demonstrando todo seu conhecimento sobre este grave problema nacional, pode demonstrar para toda sociedade brodowskiana o perigo que ameaça a soberania nacional, e que poderá trazer um grande prejuízo para o Brasil.

O Grande Oriente do Brasil está se mobilizando e realizando palestras sobre o tema em todo o país, e deverá remeter relatório para o Governo Federal, cobrando solução. E a Loja Maçônica Compromisso de União vem mostrando também o seu trabalho.

 É a Maçonaria demonstrando sua preocupação para com o nosso País.


Veja fotos do evento, captadas por DOUGLAS VIDEO FOTO


piazza

amazonia amazonia amazonia


amazonia amazonia amazonia
VEJA MAIS FOTOS DO EVENTO